Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Esses braços

Nesses braços
já nasceram
já viveram
já morreram
já passaram
muitas pessoas
independentemente
de serem ruins ou boas

Podes cair
que eles te seguram
podes dormir
que eles te acalentam
podes deitar
que eles te aconchegam
podes chorar
que eles vão te acalmar

esses braços
sempre estarão aqui
e quando tu for embora
vão te segurar
e não vão deixa-la ir
ou quando estiver na rua
descabelada e nua
esses braços te darão casa
comida e roupa lavada
passarão a mão na tua cabeça
e te darão juízo, menina levada!

2 comentários:

  1. rá! POESIA! POESIA! POESIA!

    essa foi muito boa, cara! fiquei feliz por você.

    abraço

    ResponderExcluir
  2. E aí, cara. Beleza?
    Passando nos blogs da vida, encontrei o seu.
    Acabei gostando, você escreve bem!
    Vou seguir pra poder tá sempre ligado nos seus textos! Hahaha!
    Abraço!

    ResponderExcluir

Ninguém é autossuficiente de pensamento.