Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

ROTEIRO DA PRIMEIRA CENA DE UM FILME SEM NOME E QUE NUNCA SERÁ FILMADO.






CENA 1 - SALA DE ESTAR, BAGUNÇADA. DIA.
SR. E. ESTÁ SENTADO NA SUA SALA COM UM HOMEM DE TERNO E GRAVATA, SEUS 25 ANOS. SR. E. FUMA. O HOMEM TEM UMAS FOLHAS NA MÃO. O HOMEM CHAMA-SE N.



N: PORQUÊ VOCÊ FAZ ESSAS COISAS?
E:NA VERDADE NÃO SEI, É SÓ MAIS UMA DAS COISAS SEM SENTIDO NA VIDA.
N:VOCÊ TEM ALGUM OBJETIVO COM ISSO?
E:TENHO
N:QUAL?
E:AINDA NÃO SEI, MAS AS PESSOAS GOSTAM, NÃO VEJO MOTIVOS PARA DEIXAR DE FAZER.
N:VOCÊ É UM POUCO ESTRANHO, MAS EU GOSTO DE VOCÊ...
E:ALGUMAS PESSOAS TÊM ESSA MANIA DE GOSTAR DO ESTRANHO, DO TORTO, DO RUIM. GERALMENTE NO FINAL ELAS SE FODEM... MAS EU NÃO SOU TÃO ESTRANHO ASSIM.
N:GOSTO DE VOCÊ, SEUS QUESTIONAMENTOS, SUAS DÚVIDAS. VOCÊ NEM SE PREOCUPA MUITO EM RESPONDE-LAS, NEM AO MENOS PROCURA TENTAR RESPONDER.
E:PORQUE RESPONDER?
N:ACHO QUE É O OBJETIVO PRINCIPAL DA PERGUNTA, QUANDO ELA SURGE ELA NECESSITA, DE ALGUMA FORMA, SER RESPONDIDA.
E: TALVEZ COM OUTRAS PESSOAS, COMIGO NÃO. AQUELA BABOSEIRA QUE DIZ QUE A FELICIDADE ESTÁ NAS PEQUENAS COISAS... É TUDO MENTIRA.
N:E AONDA ESTÁ A FELICIDADE?
E: SOBE NUMA ÁRVORE, TIRE AS CALÇAS E MIJE NAS PESSOAS LÁ DE CIMA, VOCÊ VAI ENCONTRAR A FELICIDADE.
N: E VOCÊ FAZ ISSO?
E: CLARO QUE NÃO, SOU TRISTE E SOLITÁRIO. POETA TEM QUE MANTER ESSA IMAGEM. NINGUÉM GOSTA DE POETA ALEGRE, NINGUÉM COMPRARIA UM LIVRO CHAMADO “POESIA ALEGRIA”. POESIA É UMA MULHER TRISTE.
N:ESSA FRASE É SUA?
E: É. USEI ELA NUM CONTO, ACHO QUE ELA MERECIA MAIS, TALVEZ UM TÍTULO DE UM LIVRO.
N: QUAL O NOME DO SEU ÚLTIMO LIVRO?
E: NÃO TENHO LIVROS PUBLICADOS.
N: E COMO VOCÊ VIVE DE POESIA?
E: EU NÃO PRECISO GANHAR DINHEIRO PARA VIVER DE POESIA. ALÉM DO MAIS, POETAS BRILHANTES, COMO BUKOWSKI, DRUMMOND E SEI LÁ MAIS QUEM, TODOS MORRERAM NA MISÉRIA. RIMBAUD TEVE QUE TRAFICAR ARMAS PRA SOBREVIVER, MAS NA VERDADE ACHO QUE ELE FAZIA AQUILO POR DIVERSÃO. ELE REALMENTE VIVEU A VIDA, CARA...
N: E A HISTÓRIA COM VERLAINE, O QUE VOCÊ ACHA?
E: CADA UM SABE O QUE FAZ, INDEPENDENTE DA PEDERASTIA, ELE FOI “O POETA”. ESSAS COISAS NÃO FAZEM AS PESSOAS MELHORES OU NÃO, É SÓ QUESTÃO DE GOSTO.
N:INTERESSANTE...
E: FALA A VERDADE... TU TÁ QUASE MORRENDO DE TÉDIO.
N: QUÉ ISSO...
E: ESSE TEU RISINHO FORÇADO ENTREGA VOCÊ SEMPRE.
N: […]
E: TEM MAIS ALGUMA COISA PRA FALAR?
N: E SUA MULHER, COMO É QUE ANDA?
E: BONITA, COMO SEMPRE.
N: COMO VOCÊS SE CONHECERAM?
E: NO BANHEIRO, O BANHEIRO FEMININO DO BAR ESTAVA LOTADO, ELA TAVA SE CAGANDO, ENTROU NO BANHEIRO DOS HOMENS E EXPLICOU A SITUAÇÃO, PEDIU PRA EU FICAR NA PORTA, “PROTEGENDO” ELA. EU FIQUEI, ELA AGRADECEU. E AÍ EU NÃO LEMBRO MAIS. MAS LEMBRO MUITO BEM QUE ELA NÃO LAVOU AS MÃO...
N: VOCÊ FALOU “AS MÃO”. O CERTO SERIA “AS MÃOS”.
E: VOCÊ FALOU “SERIA” COM “C” AO INVÉS DE “S”
N: COMO PODE SABER A GRAFIA DE UMA COISA QUE EU SÓ FALEI?
E:PROVE QUE FALOU “SERIA” COM “S”.
N: TUDO BEM. QUE TIPO DE MÚSICA VOCÊ GOSTA?
E: BRITNEY SPEARS, MADONNA...
N: SÉRIO?
E: SIM.
N: FIQUEI ATÉ SEM PALAVRAS...
E: AÍ DO SEU LADO TEM UM DICIONÁRIO.
N: (RISOS)
E: MAIS UMA VEZ ESSA SUA RISADA FORÇADA...
N:BEM, ACHO QUE JÁ VOU INDO, ATÉ MAIS.
E: FODA-SE, SABE O CAMINHO DA PORTA?
N: SEI.
E: ENTÃO VAI LOGO, PORRA!
N: TUDO BEM.
E: NUNCA ESTÁ TUDO BEM.

A CÂMERA FOCA NO DEDÃO DO PÉ DE SR.E. E O FADEOUT COMEÇA.

Um comentário:

  1. Acho que se o "E" continuasse mais sutil até o fim seria melhor, mas gostei. Muito bom

    ResponderExcluir

Ninguém é autossuficiente de pensamento.