Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

guardar em vão


Foi a pequena
que avançou devagar
e quando se achou
já estava perdida
na selva de palavras

Minhas pausas
Talvez
Sejam muitas
E curtas

2 comentários:

  1. Meu querido João, isso é bobagem, isso é o de menos. Se você olhar com mais calma verá que muitos textos são bem próximos da data da postagem. E além do mais a proposta do blog é justamente essa: postar passado, passado relido, revisado, adaptado, revisitado. Passado-presente. Pra ver se no futuro rima melhor ou desanda de uma vez no branco. Entende?! Esse mistério é só um charme idiota, mas do qual não abro mão - e isso não ofendeu ninguém até então - porque no fim das contas eu continuo sendo mais um ilustre desconhecido divulgando os textos que escreve num blog lugar-comum, transitando entre o medíocre, o razoável e o pretensioso! Mas é o que tenho pra dar, meus desejos, conflitos, sonhos, imagens, realidade e pensamentos mais sinceros. Textos que me ajudam a descobrir um pouquinho mais a cada dia quem sou, às vezes me despisto, às vezes trombo com outros! E sigo em frente. O que está por trás das reticências é revelado a cada postagem desde sempre. Você me instiga. Seus textos e pensamentos tem me intrigado. Posso até jurar que certo dia, te lendo, fui vítima de uma quase grosseria, e adorei! As palavras mexem com a gente. Enfim... Dessa vez, eu que peço licença. Me darei férias por um mês mais ou menos, mas logo logo estarei de volta e a gente continua esse papo... Ou não! Abração e tudo de bom!!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi, João! Cheguei aqui através do Blogupp e gostei do espaço, adoro escritos. Virei seguidora! Um abraço!

    www.revoltaeromance.blogspot.com

    ResponderExcluir

Ninguém é autossuficiente de pensamento.