Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

A beleza do amor

No fim da tarde
ao som de fortes açoites
o sol boçeja sem alarde
à chegada dos cavalos da noite

moças de vestidos escuros
deslizam devagar pela escuridão
com mentes e corações puros
iluminando caminhos
com a luz de um lampião

Descem a rua com a pequena chama
procuram por amores
procuram por quem ama
aquela pequena chama
que queima a pele
de todos os pobres senhores

Um comentário:

Ninguém é autossuficiente de pensamento.