Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Gatos

Gatos no telhado
deslizam seus miados
escorrem pela calha
até chegar aos ouvidos
de nossas abomináveis mulheres
que tentam dormir,
mas ao mesmo tempo
querem atender
os desesperados
e alucinados miados

Gatos pela cidade
em cima ou embaixo das casas
subindo ou descendo sacadas
no meio das madrugadas

Não foram concebidos
à ouvir certos gemidos
de vez em quando ouvem gritos
de homens aborrecidos

os gatos, agora deprimidos
param para ver o luar
vairando a miar

todos agora calados
Os gatos no telhado

2 comentários:

  1. Adultério?
    Ou a infelicidade daqueles que são usados para satisfazer o prazer alheio?

    ResponderExcluir
  2. Senhora produção nesse mês de janeiro, hein rapaz!!! E coisas muita boas de se ler! Gostei bastante desse felino poema!!

    Feliz semana! Abração!

    ResponderExcluir

Ninguém é autossuficiente de pensamento.