Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Carnaval II

Frevo velho
Frevo rasgado
Leva-me pela rua
só eu
em companhia tua
dou-te meus passos
e minha voz como agrado

Me carrega no embalo
do trombone e do piston
Amanheço com um novo calo
e com um tédio bom

Entoa teus cantos
para consolar meus prantos
Dissona tuas marchinhas
que eu dissono a minha
marcha, em direção ao nada

Vou caminhando sem medo
agora com a boca calada
Vou só
vou do meu jeito
na essência mais profunda
do velho e rasgado frevo

Um comentário:

Ninguém é autossuficiente de pensamento.