Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

perguntas idiotas não existem, existem mentes inocentes

silêncio
um dois ecoa
no silêncio do nascer
renascer todos os dias
e morrer todas
as noites

caminhando à frente
e às vezes para trás
e como caranguejos
eles têm gosto bom

Para quê apagar
se as marcas
continuam?

Para quê viver
se há morte
contínua?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ninguém é autossuficiente de pensamento.