Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Andar com os olhos abertos e ver o que não se vê.

Às vezes só andar
Já me serve, Maria
Mas o andar só
Só me serve agonia

Separados por alguns grãos de areia
Ligados por migalhas de palavras
Por líricas e poéticas

Você não sabe
Que minha maior angústia
É não saber
Ao menos o que querer

Só andar
Olhando para trás, me dá agonia
Andar só
Olhando para frente, me dá medo

O que fazer
Senão parar
e olhar para o lado?


Ás 17:32, observando as cores do dia e deslumbrado com a velocidade das coisas.

Um comentário:

  1. ou andar de olhos fechados. como eu ando.
    algumas vezes corro
    caio e lenvanto
    e correr novamente
    com chuva,
    o cheiros das árvores
    e o amanhecer.

    ResponderExcluir

Ninguém é autossuficiente de pensamento.