Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

sábado, 2 de junho de 2012

Fragmentos II

                                                                                                     Para o Sr. Reticente

Na beira da praia
desfazendo meus pés
nos suicídios dos grãos de areia
Estou eu, chorando e com frio

Quantas casas já desmoronei
apenas sonhando com o futuro?
Apenas andar já me serve
se eu tiver um mundo inteiro
para deixar para trás

Não busco mais deuses
nem explico o que não sei
sou apenas nichos vazios
semelhante aos meu cadernos

tenho ficado para trás
pois não tenho força
para caminhar até mim

O tempo é apenas um sujeito canalha
que tenta me fazer feliz
nos dias em que eu não estou em casa.

Um comentário:

  1. Não estou em casa, lá não tem internet. A bateria do notebook está acabando, mas mesmo assim passei por aqui. Encontro esse texto e fico agoniado pra te responder... O tempo, a praia, a casa (que eu não tenho), alguém chorando... Tudo isso mexe muito comigo. Por enquanto te digo apenas: - isso não vai ficar assim!!!

    ResponderExcluir

Ninguém é autossuficiente de pensamento.