Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Facebook



-vai dormir, cara.

-porque falar de fraquezas às 4 e meia da manhã? a noite é uma bengala. devemos apenas nos apoiar, matheus

-O problema da noite é todo esse ela vai embora depois de algumas horas. e vc sabe o que acontece quando arrancamos a bengala de um aleijado? ele cai. Dormir, cara!

-existe apenas uma bengala no mundo? De dia a gente dorme, sai com os amigos. Aperta um, toma uns copos... A gente só cai quando quer.

-alguém sempre te derruba, you know it!

-é apenas mais um dos motivos que me fazem querer levantar a cada vez que caio.

-Sabe o que eu tava pensando? Acho que a gente só se move por causa disso, mesmo. Precisamos de problemas pra resolver, coisas pra ficar preocupados, a gente mente pra sí mesmo dizendo que quer paz. O homem só quer caos, a paz é o prêmio de vencermos o campeonato... mas todo atleta quer estar no auge e jogar, ou seja, mais caos.

-Aristóteles dizia que tudo que fazemos é para alcançar a felicidade e outro filho da puta disse que a felicidade é efêmera. Estamos aí, cara. Conquistando territórios e perdendo-os para nós mesmos.

-acho que o que eu quis dizer é a junção dessas duas afirmações. tudo o que fazemos é pra alcançar a felicidade, só que ela é efêmera. voltamos ao começo. That's sad.

-e o que não seria triste?

-não sei, só consegui prêmios pequenos

-pelo menos a gente conseguiu algo, cara.

-Não seja conformista! A noite é uma begala, como você mesmo disse.

-Só posso me conformar com o passado. O futuro é que tem que ser diferente. A ignorância é uma dádiva. Talvez se fossemos apenas cidadões comuns, vivendo para colocar o pão na mesa, sem nos questionarmos sobre todo esse ciclo... acho que nossa felicidade não seria tão efêmera. Ou seria. A gente nunca se contenta mesmo.

-esse é o ponto, pra que tudo isso se a gente nunca se contenta!? morrer na praia vale mais? O ser humano só tem uma vantagem quanto aos animais, que é a do suicídio, podemos abortar de coisas que não queremos, sejam elas quais forem. só que a gente só faz isso quando é tarde demais. porque "ainda há esperança pra felicidade"

-a felicidade existe. em pequenas doses. O meu lance é saber até onde eu vou chegar sem querer beber a garrafa toda. E o seu? Qual o seu lance?


-pelo visto é saber lidar com a abstinência

2 comentários:

  1. Isso só lembra aquele conto dos caras que tavam no bar e tals discutindo sobre os espermatozóides dos pais deles. UHAUSAHSA

    ResponderExcluir

Ninguém é autossuficiente de pensamento.