Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Mordo

A borracha do tempo toca meu rosto de raspão.
Preciso arrumar meus traços, minhas sombras.
Olheiras, mau hálito e um Frankstein de saudade.

Tenho saudades de mãos, de abraços e de beijos.
Saudades de muita gente. Um pedaço de cada um.
Construo um monstro nessas idas e vindas.

Tenho um monstro no bolso. Sou um.
Não tenho direções, bússolas ou portos.
Me perco. Eu não me vejo no espelho.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ninguém é autossuficiente de pensamento.