Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

domingo, 13 de outubro de 2013

Navio mundeiro

"porque todo camburão
carrega um pouco
de navio negreiro"

 Negro que anda
de ônibus, enfrenta
as filas
cheio de boletos
bancários e extratos de conta
corrente.

Negro
indeciso quanto ao que comer.
Não sabe se come ou se morre.
Negro na praia no feriado.
Na rua num dia útil.

(segunda à sexta
são dias realmente
úteis?)

 Negro. 
Negro que toca
os corações
sem medo do mundo.
Negro indevido.
Que compõem.
Negro que canta,
que colore.

Não é negro de pele,
é de mundo.
Não é negro de raça,
é de vida.

O negro sou eu,
é você.
Todo mundo
que se sente preso
e explorado
nesse Apocalipse
pós-moderno.

2 comentários:

  1. http://www.youtube.com/watch?v=QrY9eHkXTa4

    ResponderExcluir
  2. Negro é todo mundo, o negro está no mundo, o negro é o mundo.
    O negro (não) controla o relógio.

    ResponderExcluir

Ninguém é autossuficiente de pensamento.