Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

bang (flag)

Nada de meu,
nada de revolucionário.
nada.
natação.

como chegastes aqui?
pra onde vais depois?

se me caças no meio da noite
me encontras dentro de ti.

na democracia do dia bom
eu assassino o presidente

apaguei um verso
e este se perderá para o eterno.

passo a borracha em mim
mas não sou verso. sou simples.

se me caças no meio da noite
só me encontras dentro de ti.

a noite é fugaz, me leva.
e da prisão de erros eu escapo.

me relevo, me perco.
de par em par.

de batida em batida
meu coração sem perder a rotina.

se me caças no meio da noite
só me encontras dentro de ti.

no meio da multidão,
sempre estou disfarçado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ninguém é autossuficiente de pensamento.