Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

domingo, 4 de janeiro de 2015

dona maria

mastigo esta cidade
na mesa desperdiçada:
carne, ossos e sal.

as luzes que piscam
me mostram
que estamos todos
interligados
neste iníciofim de ano.
as cidades possuem
os mesmos prédios
e ilusões.

e nessa vida
que não é mais
sobre apenas pernas
eu caminho
na direção
que vem tua voz.
chego
ao
tele
phone

3 comentários:

  1. Nos unimos a desconhecidos através de dores e insônia.

    ResponderExcluir
  2. Que voz boa essa daí, espero que tenha sotaque, pois leio essa poesia com o seu na cabeça.

    ResponderExcluir

Ninguém é autossuficiente de pensamento.