Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

terça-feira, 17 de março de 2015

aranha

e tu revira os olhos mais uma vez
numa expressão de angústia desregulada
quando eu abro a boca pra falar sobre
a efemeridade da vida.
e todos os meus assuntos perambulam
pelo mesmo teor pós-apocalítico.
não, não leio mais livros.
sem sonhos, sem amanhã.

acordar cedo é o ritmo da morte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ninguém é autossuficiente de pensamento.