Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Nina III (ou Emaranhado)

E Nina o abraçava forte
como se o mundo fosse desabar
e ele se perdia no perfume
daquele mundo tão doce

"O suicídio seria doce
se fosse do abismo dela"

E sob a vigilância das estrelas
um emaranhado de cabelos
de sorrisos e de respirações
se perdia no meio da multidão

As pessoas caminhavam em câmera lenta
sob o foco de uma lente fosca
enquanto o tempo se derretia
nas artérias do pescoço dela

E Nina falecia docemente
no abraço daquele idiota
e renascia resplandescente
na frieza de um suspiro

As veias pulsavam na boca dele
e ele gravava no colo dela
as marcas de um poema
em que o mundo desabava
e Nina o abraçava firme
naquele mundo que foi ao chão

2 comentários:

  1. Quanta "Nina"!!!!

    Ótima semana pra tu!!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, ficou lindo, perfeito. E tu tem muito talento! Parabéns!
    http://lollyoliver.wordpress.com/

    ResponderExcluir

Ninguém é autossuficiente de pensamento.