Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

resguardo

O relógio no braço
é o cronômetro
da bomba
que é inquilina
de cada um.

Eu chego atrasado
nos lugares,
entrego as coisas
depois do prazo.
Nunca fui o cara
que alcança as metas.

Sem sapatos nem ternos,
minha incompletude
é o que há de mais infinito.

O tempo me salva
e me assassina.
Teus olhos estão
frios
distantes
abso
luta
mente
sós

Um comentário:

  1. Falando assim parece que você e o tempo não se dão, mas olhando com cuidado percebemos dois grandes amigos inseparáveis e travessos, sempre acoitando o que o outro faz... Que esperem, que reclamem, que condenem até, e ainda assim não faltará sincronia nessa relação! O tempo te salva e se mata um pouco mais só pra te fazer nascer do jeito que ele mais gosta!

    ResponderExcluir

Ninguém é autossuficiente de pensamento.