Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

domingo, 9 de novembro de 2014

mantra III


sem campeonatos
ou travesseiros
da nasa: sobrevivo.
a gente se desfaz.
mais uma vez.
mais uma.
só pra checar.
como um trem
nos trilhos,
essa é nossa rota.
sem travasseiros da nasa
ou romance de Machado de Assis:
sobrevivemos.
com vozes que beiram o sussuro,
com as carnes prontas para serem
cortadas, assadas: eu não tenho fome.
não.
eu não perguntei se você tá bem.
tenho organizado os livros por tamanho,
se isso te interessa.
tenho me desconectado
da minha preguiça e da minha cama.
arrumei novas prisões.

faz tempo que não escrevo mulheres,
ou homens
ultimamentetudo que falo é sobre mim.
mas me camuflo.
e camuflado,
meu discurso é bonito.

aplausos, sem cortina fechando.


4 comentários:

  1. Você é um colecionador de "prisões", mesmo quando anda solto por aí...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você sabe disso, meu caro. Você sabe :)
      Lembra daquele papo de irmão mais velho? Então...

      Excluir
  2. Nossa, que coisa sufocante...
    Identifico-me tanto com tudo, cada verso, cada cansaço seu.

    E já que me permite, faço daqui minha morada, não me importo com bagunças pois elas se assemelham ao que há em mim. Em nós, pelo que percebo em suas palavras.

    ResponderExcluir

Ninguém é autossuficiente de pensamento.