Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

terça-feira, 10 de maio de 2016

Desarmados, seguimos a marcha.
Não há causa, bandeiras ou doenças,
Não temos medos, represálias ou revoluções.
As formigas, por outro lado, também marcham.
A biomimética me faz querer escrever.
Tentar ver o qunato de poesia tem no chifre do boi
Nos reis que já morreram, deposito minha lealdade.
Nos músicos, a vocalização daquele refrão
Tentar ver qualquer floresta dentro de mim,
que de tão árvore que sou, acabo desmatado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ninguém é autossuficiente de pensamento.