Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

domingo, 28 de outubro de 2012

papelão

são dedos, mãos, mentes e ruas: estão todos sujos
e isto é apenas um espelho no nosso mundo
Onde os carros não andam nas estradas,
todos apenas fumam.

Tenho uns rascunhos velhos
os quais não acabarei
tenho uns sonhos resguardados
os quais não sonharei
Numa revista velha, com teor apocalíptico
vi uma fotografia do fim do mundo
Havia somente eu, deitado na minha cama
um pouco antes de dormir.

O mundo desaba sobre mim
todas as noites
em minha cama.

3 comentários:

  1. E os pensamentos nos aniquilam durante o dia.

    ResponderExcluir
  2. Fiquei na dúvida se você está falando de você ou de um mendigo na rua. Será essa cama o chão da calçada forrado com papelão e a revista velha o cobertor? Talvez o mundo acabe antes de pegarmos no sono.

    ResponderExcluir
  3. Escreva mesmo!!! Farei isso em breve também... Abraço!

    ResponderExcluir

Ninguém é autossuficiente de pensamento.