Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

marcas

há uma grandiosa distância entre nós.
um calabouço e meio.
as nossas cartas nunca chegam.
nossos pombos morrem no caminho.

sempre tenho a impressão
de ter surgido no testículo errado.
Mas é o que tem pra hoje.
Engula com farinha, querido vizinho.

2 comentários:

  1. "as nossas cartas nunca chegam.
    nossos pombos morrem no caminho."
    - ficarão comigo o resto do dia.

    e quem sabe assim encontremos, não é mesmo? Encontrar o que? Aí só saberei quando encontrar...

    ResponderExcluir
  2. Chorarei, já sei!
    A menos que eu engula
    o choro com farinha.

    ResponderExcluir

Ninguém é autossuficiente de pensamento.