Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

sábado, 16 de fevereiro de 2013

Orvalho de toda a manhã.

Diga-me o que queres de mim.
Diga-me o que trago de você comigo.

Tem dias que a gente acorda querendo o mundo.
Acorda com sede de vingança e com preguiça.
Somos seres complexos demais pra uma só vida.

Atos heróicos não são concretizados por mim.
Apenas vivo minha vida no meu próprio passo.
Sem distâncias demais, sem aconchego demais.
Sem poesias ou prosas em excessos.
Sem muitas questões de matemática.

Tenho balas no bolso esquerdo da calça.
Minha única munição é meu verbo perfurante.
Tenho em alguns dias um desejo de dominar meu ser.
Em outros, mais nebulosos, apenas desejo minha cama.

Em dias de chuva ou nos feriados prolongados,
desejo o seu abraço para me abranger por inteiro.
Seu abraço para me acalmar nas tempestades.
Seu abraço para me acolher
de qualquer forma
que o mundo
não
faz.

2 comentários:

Ninguém é autossuficiente de pensamento.