Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou um mensageiro. E por muitas vezes sou também a mensagem.

domingo, 6 de abril de 2014

Balão Menor

Como ser escravo de nada
Como ter suas próprias pernas
Como ser mais leve que eu
Como andar por aí

Ser um pouco maior
Por ser um pouco menor 

Aqui dentro, Plutão nao deixou de ser planeta
Sou pequeno demais.
Foi para as coisas pequenas
Que se imaginou a luneta

Olhar um pouco pra si
E se ver como só mais um.

Juntos num ser só
Tentar ser apenas eu
E olhar pro começo
Pra sentir que já saiu do lugar

Sem medo de o tempo ter passado
De estar do lado errado
De o tempo ser o mesmo.
De não ter ninguém do meu lado
Derrotado, seguem-se os dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ninguém é autossuficiente de pensamento.